Festa das Vindimas 2011

Festa das Vindimas 2011

Inês Menezes
– null –

Presidentes:

Maria Amélia Colaço Fragoso Ludovina das Dores
Amílcar A.S. Ferreira Malho
Fernando Araújo Camolas
Jorge Emídio Silva
Maria Helena do Alpendre P.Fruta Ribeiro
Ana Elisia Gonçalves Monteiro
Rita João Cardoso
Débora Raquel Silva Carolino
Joana Maria F. Fabricio das Dores
Mário José Machado
Rita Andreia Colaço M. Santana

Assembeleia Geral

Maria de Lurdes Pereira Atalaia
José Manuel Pereira da Claudina
Filipe Maçarico Carvalho Cardoso

Conselho Fiscal

Jorge Manuel Cândido Mares
Bernardino dos Santos Primo
Victor Barrocas Borrego

Chegou a hora
Vem p’ra rua cantar, vem cantar, também
Chegou a hora
A festa está começada ( a rainha está coroada )
Olha p’ra ela
Vê a graça que Palmela tem
Olha p’ra ela
Está bonita e enfeitada

Palmela
É vida, é sol, é esplendor
É a terra que tem raizes de amor
Palmela
É sempre nossa, é amante
É da serra, a vigilante

Vem ver Palmela
Olha como ela desfila sem par
Suas Vindimas
São festas, são rimas
São sol a brilhar

Vem ver Palmela
Olha como ela
Te dá um sorriso sem nada pedir
Marcha como ela
Põe tua colcha à janela
O cortejo vai sair

Palmela engalanada, vem ver
É Setembro, ela quer-te receber
Traz contigo um amigo, um irmão
Alegria e copo na mão

Vem ver Palmela
Olha como ela desfila sem par
Suas Vindimas
São festas, são rimas
São sol a brilhar
Palmela é história
É vida, memória
Terra de de trabalho, gente de valor
Anda p’ra rua
Vem que marcha é também tua
P’ras Vindimas festejar

Letra: Anabela Rito
Música: Simone Fragoso
Arranjo: Jacinto Montezo
Canta: Rute Pericão