Festa das Vindimas 2010

Festa das Vindimas 2010

Patricia Cardoso

Presidentes:

Maria Amélia Colaço Fragoso Ludovina das Dores
Amilcar A.S. Ferreira Malho
Fernando Araújo Camolas
Jorge Emídio Silva
Maria Helena do Alpendre P.Fruta Ribeiro
Ana Elisia Gonçalves Monteiro
Rita João Cardoso
Débora Raquel Silva Carolino
Joana Maria F. Fabricio das Dores
Mário José Machado
Rita Andreia Colaço M. Santana

Assembleia Geral

Jorge Manuel Cândido Mares
José Manuel Pereira da Claudina
Filipe Maçarico Carvalho Cardoso

Conselho Fiscal

Jorge Manuel Cândido Mares
Bernardino dos Santos Primo
Victor Barrocas Borrego

“Palmela vive a cantar “

Parte I

Assim que o sol se levanta
Já Palmela nos encanta
Com o seu castelo altaneiro.
Acorda envolta em magia
E renasce em cada dia
De sorriso prazenteiro.

Desce aos campos verdejantes
De vinhedos estonteantes
Cheios de gente a trabalhar.
Beija as mãos, que com carinho
Uvas gradas, novo vinho,
Vão preparando a cantar.

Refrão:

Só tu Palmela
Abres as portas à festa
Dás tua mesa modesta
Tens graça no convidar

Só tu Palmela
Recebes com tal ternura,
Qual seio de mulher madura,
Doce modo de abraçar
Só tu Palmela
Guardas a força bendita
Desta gente que acredita
ser Palmela o seu Altar.

E assim Palmela
Deixa o seu vinho correr
Que bebemos com prazer,
P´ras Vindimas festejar.

Parte II

Três acordes de alegria
Lá vai ela p´ra folia
A dançar sempre contente
Junta-te a nós meu amigo
Anda daí vem comigo
A festa é de toda a gente.

Não há terra como esta
Palmela está sempre em festa
Palmela vive a cantar.
Venham daí, venham vê-la
Nobre Vila de Palmela
Que todos quer abraçar

Letra: José Condença
Música: Rui Terrinha
Interprete: Ana Elísia