Festa das Vindimas 2006

Festa das Vindimas 2006

Jessica de Sousa Barrocas
Débora Sofia Da Costa Gonçalves Delfino, Neuza Maria Reis Matias e Raquel Filipa Pernas Capelo

Direcção:

Jorge Manuel Cândido Mares
Fernando Araújo Camolas
Jorge Emídio Silva
Dr. Mário Silva Nery
Maria Dilar Fragoso
Maria Amélia Dores
Sandra Silva Rodrigues

Conselho Fiscal:

Engº José Manuel da Claudina
Bernardino Primo
Cesár Simões

Assembleia Geral:

Victor Manuel Barrocas Borrego
Dr. Arnaldo Marques da Silva

Palmela que linda és!

I

Perguntei a um pintor
Se precisava de cor
Para Palmela pintar
Disse que nao precisava
Porque toda a cor ficava
Retida no seu olhar

II

A paisagem colorida
É uma lição de vida
E deixa em nós a certeza
Foi Deus que abençoou
E em Palmela colocou
Um abraço á natureza

REFRÃO

Palmela és linda!
Vestida de Sol doirado
De casario rendilhado
Pareces uma Princesa
As uvas doiradas
Dão bom vinho no lagar
Quem quiser pode provar
São uvas abençoadas

III

Ai quem me dera inventar
Nas uvas por vindimar
Um verso inspirado e novo
E deixar nos corações
As mais nobres tradições
E a vida deste Povo

IV

Mas o encanto maior
Está no nosso grande amor
E na vaidade sem fim
Por termos tanta beleza
Nesta Vila portuguesa
Pois só Palmela é assim

Letra: Alexandrina Pereira
Música: Sérgio Ferreira
Canta: Ana Elisia